terça-feira, 23 de Março de 2010

Mistérios de Flandres




Resume:


«O estranho visitante com os olhos esbugalhados de pavor, estremeceu, abriu a boca várias vezes, antes de cair redondo no chão murmurando:«Help! Ik Zit Vast!»Rodearam-no mudos de espanto. Quem era aquele homem? Que poder, que magia, o tinha feito aparecer ali?»

Eu não gostei muito do livro Mistérios de Flandres porque não entendi bem o livro. Só entendi o primeiro capítulo. Foi a primeira vez que não entendi quase um livro completo do colégio de letras.
Entendi que no primeiro capítulo apareceu um homem que vinha do passado e tinha um fato diferente dos dois irmãos e do Orlando.
Agora, digo-vos uma pequena curiosidade. Eu adoro os capítulos que têm a palavra «mergulho».
Eu acho que não entendi bem o livro porque o li muito rápido.

sexta-feira, 5 de Março de 2010

O dia do Terramoto




Resume:

«Tristes e acrabunhados, ficaram em silêncio a olhar para os barcos. Por entre as velas. boiava um aparelho de cristal invisível que poderia servir de refúgio a quatro. Eles eram só três. Bastava levantaren um dedo para salvarem uma vida. E no entanto tinham que ficar de braços caídos a assistir a tudo.»

Não gostei do livro porque eu detesto terramotos. Acho que livros em que se fala de terramotos não são apropriedados para a nossa idade.
No primeiro capítulo o Orlando não queria levar o João e a Ana para assistir ao dia do terramoto.
No segundo capítulo já achei um pouco de piada porque eu gosto dos capítulos em ue eles mergulham com uns anos quais queres.
Não percebi o terceiro capítulo porque não me lembro do que o terceiro capítulo dizia. Se calhar, não li o capítulo com muita atenção.
Não gostei nada mesmo de nada do sexto capítulo porque aquele capítulo era uma bela porcaria, na minha opinião.
Eu detesto quando eles assistem ao terramoto no penúltimo capítulo, mas gosto quando o chefe Lobo, um bandido se torna chefe ao salvar as pessoas.
O livro podia falar de uma coisa mais agradável.

quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

A menina do mar



O livro A menina do mar é muito bonito porque eu gostava de conhecer essa menina que vivia no mar porque podia ser muito bonita.
A parte que gostei mais foi quando o menino conheceu a menina do mar e quando acabou a conversa o polvo, o carangueijo e o peixe lhe começaram a bater.lhe, mas a menina do mar disse--lhes que o rapaz é simpático e bom rapaz.
A parte que gostei menos foi quando ouvi falar pela primeira vez na raia que era muito má para a menina do mar e para o rapaz que era amogo da menina do mar.
Eu acho que o livro é menos desnvolvido do que o teatro prque o teatro tem naração, falas das personagens e sempre actotes a actuar.
O livro é um livro que eu acho que todas as pessoas deviam ler porque a história na minha opinião é suave, em escrita e muito bonita.
Eu adorei ler este livro.

quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

O ano da peste negra



Resumo:

«O ano da peste negra foi terrível. Morreram milhares de pessoas, desapareceram famílias completas, despovoaram-se campos e aldeis. Sobreviver foi uma autêntica aventura. A Ana e o João mergulharam nesta época fatídica e, com o famoso Orlando viveram momentos de grande emoção, envolvendo-se com uma quadrilha que pilhava casa desertas sem dó nem piedade ...»

Eu gostei muito do livro O ano da peste negra porque tinha partes em que eu pensei: «Será que eu estou ali a viver aquela grande e famosa aventura no ano da peste negra?». Este livro foi um livro importante porque finalmente eu ouvi falar da peste negra:doença que afectou e matou muitas pessoas.
Enquanto lia o primeiro capítulo, eu pensei que era o João porque quando o João lembrou a Ana que um mês no passado é meia hora no presente eu faço o mesmo. Estou sempre a lembrar o meu irmão quando vamos a casa do Vasco que é nosso amigo.
Enquanto lia o segundo capítulo, eu achei fabuloso quando ouvi falar que no futuro havia pastilhas que punha os seres humanos invisíveis. Eu achei extraordinário pastilhas que punha as pessoas invisíveis. E já agora, pergunto: « Porque é que no nosso tempo não existe essas pastilhas?»
No capítulo cinco, eu fartei-me de rir quando o João cmeu uma laranja bem amarga e depois cuspio.
Eu acho que o livro poderia ser mais desenvolvido e ter mais páginas.

Uma visita à corte do rei D.Dinis



Resumo:

« Quando se viaja no tempo uma vez, não se pode resistir perante a espectativa de uma nova viagem. E a Ana e o João não resistiram. Desta vez foram um pouco mais perto. O que não os impediu de ficarem deslumbradoscom um sarau num castelo medieval, de assistir a uma caçada com falcões, de se verem envolvidos numa excitante aventura com uma bruxa ...»

No livro Uma visita à corte do rei D. Dinis eu acho que gostaria de ser o João ou o Orlando porque gostava de conhecer a bruxa da história como o Mr. Gonçalves porque, como diz o livro, a bruxa chamada Berenice era muito bonita.
Enquanto lia o capítulo um, eu achei piada ao que o Joao e a Ana pediram para o Natal, mas nâo achei piada quando os pais deles disseram que achavam que ele estavam doidos.
Eu achei piada ao nome do capítulo dois porque eu gosto de ouvir notícias sobre alguns animais como o leão, o tigre, o leopardo e o falcão e, por acaso, foi calahar o nome do capítulo «Notícias sobre falcões».
O nome do capítulo dois também achei piada porque eles viajam até ao tempo de um rei que eu gosto muito porque ele escreveu poemas e, por acaso, eu também gosto de escrever poemas, mas não escrevo poemas muito grandes.
Eu achei engraçado o capítulo sete porque eu queria ver a parte em que o Orlando teve de pôr o cabelo da Ana de forma a que o monge não visse que a Ana era uma rapariga pois na albergaria só recebiam homens.
O livro poderia ser um pouco maior porque eu gosto mais dos livros que têm mais folhas.

Uma viagem ao tempo dos castelos



Eu gostei muito do livro Uma viagem ao tempo dos castelos porque se ouvesse uma máquina do tempo, eu gostaria de viajar lá. De certeza que muitas pessoas também gostariam de viajar na máquina do tempo.
Enquanto eu lia o capítulo um, eu pensava que era o João porque as coisas que ele fazia são praticamente iguais às minhas que eu faço de vez em quando.
No capítulo dois, eu pensei que o Mr. Gonçalves que é meu professor era o Orlando porque ele é tambem uma pessoa que eu acho espectacular e o Orlando também era uma pessoa espectacular, mas para o João e a Ana.
No capítulo quatro acontece um coisa fabulosa. Depois de viajarem pela máquina do tempo, eles param no mesmo local, mas as coisas estavam diferentes. Na parte da caçada, eu acho que o João deveria ter feito amizade com os caçadores que eram cavaleiros porque eu gosto de ter amigos e o João de certeza que também gosta de ter amigos.
Eu não percebi bem o quinto capítulo, mas apesar disso, pensei que era as pessoas que apareciam no capítulo mesmo a Ana
Enquanto liao último capítulo, eu acha que eu próprio é que estava fazer o que eles faziam, mas não sei porquê porque não pensei nisso.
Eu acho que o livro poderia ser um pouco maior porque eu gosto mais dos livros que têm mais páginas.